segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Bruxelas desmente Sócrates

-
Economia vai contrair-se o dobro do que prevê Sócrates
Bruxelas antecipa ano ainda pior do que o Governo

-
A quebra acentuada do investimento será a principal causa para a contracção do PIB portuguêsA economia portuguesa vai contrair-se 1,6 por cento este ano, o défice será de 4,6 por cento e o desemprego irá aumentar para 8,8 por cento este ano e 9,1 por cento no próximo, estima a Comissão Europeia. Estes números são mais negros do que antecipou o Governo há poucos dias.
-
No Orçamento rectificativo, que é hoje entregue no Parlamento, o executivo aponta um défice de 0,8 por cento (metade do que estima a Comissão Europeia), o défice público será de 3,9 por cento (menos seis décimas do que os 4,6 por cento de Bruxelas) e o desemprego irá subir até aos 8,5 por cento, um pouco menos do que os 8,8 por cento sugeridos pelos números divulgados hoje pelo Eurostat, o departamento de estatística da Comissão Europeia.
-
Nota do Papa Açordas: Em Portugal há dois países: o país real, com esta projecção económica de Bruzelas, e o país cor de rosa de Sócrates, com uma projecção muito mais optimista. Nós acreditamos no país real.
-

5 comentários:

PreDatado disse...

Sócrates se interrogado dirá que Bruxelas está errada.

A. João Soares disse...

Como tem havido tantas contradições na propaganda do Governo (a Agit Prop erra muito) estou convencido que as últimas promessas serão em breve coisa do passado e iremos para muito pior. Mesmo as de Bruxelas. Os ilustres economistas nacionais e mundiais, falharam na falta de previsão da crise, estão a falhar na avaliação de danos e não conseguem acertar na estratégia de restabelecimento da estabilidade.
Mas que tudo vai mudar depois, nisso não haja dúvidas. Os actuais manda-chuvas que façam as malas.
Cumprimentos
A. João Soares

Anónimo disse...

Caso Bruxelas não esteja errada, como de costume,Sócrates dirá:
"O governo desvaloriza"

Abraços
Compadre Galaico-Duriense

Tiago R Cardoso disse...

em breve teremos piores noticias ainda.

Marreta disse...

Evidentemente. Mas julgo que não haverá hoje alguém de bom-senso que ainda acredite nas projecções socretinas. E daí...

Saudações do Marreta.