segunda-feira, 26 de setembro de 2016

UN ESCENARIO IMPRESIONANTE

-


UN ESCENARIO IMPRESIONANTE

Un hombre toca el violín delante de la estación de tren iluminada de Chhatrapati Shivaji, Bombay (India). (Divyakant Solanki / EFE)-(20minutos.es)


RÉPLICA DE LA CELDA DE MANDELA

-


RÉPLICA DE LA CELDA DE MANDELA

Estudiantes observan la caravana-réplica de la celda de Nelson Mandela en la prisión de la isla Robben, en Ciudad del Cabo. El expresidente de Sudáfrica y Nobel de la Paz estuvo encarcelado en este presidio durante 27 años. (Nic Bothma / EFE)-(20minutos.es)

UN TRASERO MUY ARTÍSTICO

-


UN TRASERO MUY ARTÍSTICO

Una trabajadora observa la obra de la artista Anthea Hamilton, Project for a Door (After Gaetano Pesce) 2016. en el Tate Modern de Londres (Reino Unido), en la exposición de los nominados al Premio Turner. (Hannah Mckay / EFE)-(20minutos.es)


Nos outros blogs

-
 Ana Gomes e Sócrates

Quando vejo personalidades públicas tecerem considerações sobre alguém com base em peças processuais tornadas públicas por forças estranhas que violam o segredo de justiça ou as publicam designando um comportamento criminoso como um exercício de liberdade de expressão sinto nojo.

Tenho um princípio de que não prescindo para além do elementar princípio da presunção da inocência, não formulo opiniões acerca de ninguém com base em informações vindas da polícia, seja da polícia com farda ou da polícia com toga, sejam polícias formados nas escolas de polícias, sejam polícias mais finos formados no Centro de Estudos Judiciários. Pode ser uma opção errada na opinião de muitos que vejo por aí, mas é a minha, só formula opinião depois de as vítimas da difamação se poderem defender segundo regras.

A acusação tem duas fases a investigação e o julgamento, na primeira os polícias acusam socorrendo-se dos meios legais e ás vezes de meios menos legais. Na segunda o acusado tem a oportunidade de se defender e os tais polícias deixam de ter a liberdade de dar golpes baixos, têm de provar o que acusam e demonstrar que a acusação é feita com base em provas válidas. Ora, se há esta fase porque motivo anda tanta gente a tirar conclusão quando a primeira ainda vai a meio?

Alguns fazem-no porque são parvos, deixam-se manipular por polícias pouco corajosos pois não dão a cara pela violação do segredo de justiça ou porque acreditam no que lhes dizem. Mas nem todos são parvos, há os que têm uma grande cultura judicial, que conhecem muito do que de errado a justiça já produziu ao longo da história, mas preferem tirar conclusões agora, quando o acusado não tem nada de que se defender.

Porque será que gente culta, deputados, jornalistas, políticos e até juízes e advogados, preferem julgar antes de que os acusados se possam defender, pior ainda, antes de ser produzida qualquer acusação? Por ódio, por vaidade, acima de tudo por cobardia, nesta fase é mais fácil condenar, difamar destruir.


Ana Gomes é uma destas pessoas, não quer esperar que o acusado se defenda, quer destruí-lo agora porque é mais fácil. Só que esta é a forma mais cobarde de tentar destruir alguém politicamente. Nem mesmo no tempo do fascismo se viu isto.

Não estamos perante uma questão de estratégia política do PS, talvez Ana Gomes não perceba, mas por mais que deteste Sócrates estamos perante uma questão de princípios. Prefiro os meus aos de Ana Gomes. E quanto a prejuízos para o PS seria interessante se fossem contabilizados os provocados por muitas intervenções desta deputada rica.

In "O Jumento"

domingo, 25 de setembro de 2016

"Dimensão do Benfica é igual à soma dos outros dois clubes"

-

Dirigente do Benfica realça que maior valia dos contratos entre o Benfica e a NOS, por comparação com os rivais, se devem à dimensão do clube.

Domingos Soares de Oliveira, administrador executivo da SAD do Benfica, reafirmou as palavras ditas por Luís Filipe Vieira e garantiu que o contrato com a NOS será revisto em breve.

O dirigente das ‘águias’ disse, em entrevista à Antena 1, tratarem-se de “majorações normais” em contratos do género, realçando as diferenças em relação aos rivais.
“Não é a primeira vez que temos esse tipo de situação. Há já muitos anos estive envolvido em negociações com um potencial patrocinador que queria patrocinar os três clubes ao mesmo tempo. Estivemos os três clubes sentados à mesa com esse potencial patrocinador e todos de acordo relativamente ao peso do Benfica em relação aos outros dois clubes”.
“Ninguém no Sporting, no FC Porto ou em nenhum clube contesta a dimensão do Benfica. Aliás, há estudos de mercado que dizem isso e que não são feitos por nós. Viu-se quando houve a possibilidade da Benfica TV deixar de ser distribuída em todos os operadores para passar a ser distribuída só na NOS. Os operadores fizeram estudos de mercado que demonstram que a dimensão do Benfica é, sensivelmente, igual à soma dos outros dois clubes”, atirou depois.
Soares de Oliveira não aponta a datas, mas vai dizendo que os pormenores do contrato estabelecido inicialmente estão a ser analisados: “Se der lugar a uma revisão de contrato, dá; se não der lugar a uma revisão de contrato, não dá”. (20minutos.es)

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

RECORRIENDO EL MUNDO EN BICI

-


RECORRIENDO EL MUNDO EN BICI

Fotografía facilitada por Fernando Domínguez, quien tras sufrir un accidente se replanteó su filosofía de vida y decidió, junto a su pareja, Veronika, recorrer el mundo. En la imagen, posan juntos en el paso de Taglangla de la cordillera del Himalaya (India), durante el viaje que comenzó hace dos años en Basauri (Bizkaia), y continúa tras haber recorrido 23.000 kilómetros hasta Phnom Penh (Camboya). (Fernando Domínguez y Veronika / EFE)-(20minutos.es)

Execução orçamental "está no bom caminho" e Governo prevê cumprir metas

-

Ministro das Finanças garante que as metas previstas no Orçamento são para cumprir.

Mário Centeno defendeu que a execução orçamental de 2016 está "no bom caminho", havendo uma "redução muito significativa" do défice face ao ano anterior.

O ministro das Finanças falava aos jornalistas na residência oficial do primeiro-ministro, em São Bento, após o Instituto Nacional de Estatística ter estimado que no primeiro semestre deste ano o défice das Administrações Públicas foi de 2,8% do Produto Interno Bruto (PIB) - uma diminuição face aos 4,6% registados no período homólogo.
A redução do défice, "é um exercício, que sendo um exercício de grande exigência, está a decorrer com sucesso", comentou.
Recusando comentar os dados do relatório do FMI, Centeno garantiu apenas que a “execução orçamental está a decorrer dentro dos parâmetros inscritos no Orçamento, com uma significativa melhoria face ao ano de 2015, e que o Governo prevê atingir as suas metas”.
O ministro reiterou ainda que o “compromisso entre o Governo e as instituições europeias e parceiros europeus são para cumprir”.(Notícias ao Minuto)

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

EVACUACIÓN DE REBELDES EN HOMS

-


EVACUACIÓN DE REBELDES EN HOMS

Un autobús cargado de rebeldes y familiares abandona al barrio asediado de Al Waer, en la ciudad de Homs (Siria). Cerca de 120 hombres armados, algunos de ellos acompañados de sus familias, abandonaron el lugar devastado, como parte de la tercera fase del acuerdo con el gobierno sirio. (Youssef Badawi / EFE)-(20minutos.es)

MENOS COCHES Y MENOS CONTAMINACIÓN

-


MENOS COCHES Y MENOS CONTAMINACIÓN

Fotografía facilitada por Greenpeace que, coincidiendo con la celebración del Día Sin Coches, una veintena de activistas de la organización ecologista han pintado más 200 señales de tráfico en el suelo de la céntrica calle de Bravo Murillo, en Madrid, para pedir menos coches y menos contaminación en los núcleos urbano. (Pedro Armestre - Greenpeace / EFE)-(20minutos.es)


CALABAZA GIGANTE

-


CALABAZA GIGANTE

El agricultor Oliver Langheim posa junto a la calabaza Olli, de 550 kg., en su invernadero en Furstenwalde (Alemania). Según el agricultor, la calabaza crece unos 5 kg. al día y ya alcanza una circunferencia de 4,86 metros. (Patrick Pleul / EFE)-(20minutos.es)


Nos outros blogs

-

  
 Jumento do dia
    
Passos Coelho, o novo cata-vento

Quando se convida alguém para apresentar um livro dá-se um exemplar ao convidado muito antes da sua colocação à venda, para que possa saber o que vai apresentar. Quem apresenta um livro não apresenta apenas o autor e por uma questão de amizade ou para pagar favores políticos, apresenta-se o autor e o livro, porque se gosta dos dois.

Passos Coelho foi o primeiro a saber da pornochachada que ia apresentar mas preferiu pagar favores políticos com o argumento do valor da sua palavra, tinha a palavra dada e assunto encerrado. Afinal, a sua palavra vale tanto como o nojo que será o livro e perante o medo do ridículo Passos deu o dito por não dito e já não apresenta o livro do velho amigo.

Começa-se a perceber qual era o desastre que Passos anunciava para Setembro, era o seu próprio desastre, primeiros a queda do PSD nas sondagens e agora este folhetim sujo em que aceitou ser o protagonista principal. Passos que designou Marcelo por cata-vento comporta-se agora como tal, com a agravante de nunca perceber de onde vem o vento.

Vale a pena ler o que Passos disse há poucos dias:

«"O arquiteto José António Saraiva convidou-me para me associar ao livro que ia fazer e respondi que sim, mesmo antes de conhecer a obra e aceitei fazê-lo. Não sou de voltar com a palavra atrás nem de dar o dito por não dito. Estarei a fazer a apresentação dessa obra", afirmou aos jornalistas durante uma visita a Proença-a-Nova, na aldeia de xisto da Figueira.

"Cada um terá a sua opinião sobre o conteúdo, não fui eu que escrevi o livro tão pouco, o autor é ele não sou eu. Não vou defender o livro nem as suas perspetivas, ainda nem tive ocasião de completar a leitura, não é essa a questão", disse, segunda cita o Observador.» [DN]

Isto é, não negou que já tinha lido o livro ainda que diga que ainda não o acabou de ler e na ocasião não importava o que lá está escrito. Enfim, os ventos mudaram e o cata-vento deixou o amigo a falar sozinho

«Quando a polémica rebentou, Pedro Passos Coelho ainda tentou que o assunto não se tornasse “uma questão partidária”, disse que não tinha lido a obra e que, em todo o caso, não tinha sido escrita por si. Mas já era tarde demais. Tudo por causa do polémico livro de António José Saraiva, ex-diretor do semanário Sol e do Expresso, que revela conversas privadas (e de foro íntimo) que o jornalista teve com vários políticos, alguns dos quais já falecidos. António José Saraiva convidou o líder do PSD para apresentar a obra, Passos aceitou e, mesmo depois de ter sido atacado em várias frentes, manteve a palavra. Agora, uma semana depois de o caso estalar, Passos recua e já não vai apresentar o autointitulado “livro proibido”, noticia a Sábado e a edição do jornal i desta quarta-feira.

Segundo a Sábado, Pedro Passos Coelho terá contactado esta terça-feira o autor do livro no sentido de lhe pedir para o “desobrigar” de apresentar publicamente a obra, não querendo voltar com a palavra atrás mas ao mesmo tempo não querendo envolver-se mais na polémica. Antes, contudo, segundo relata a revista no seu site, Passos já tinha falado com José António Saraiva no sentido de lhe dizer que não era por estar a ser criticado que deixaria de o fazer. “Se não fosse atacado por isto seria por outra coisa qualquer”, terá dito o líder do PSD ao autor da obra “Eu e os Políticos”.

O jornal i desta quinta-feira adianta que Passos Coelho mudou de ideias por causa do conteúdo do livro e das questões privadas que nele aparecem retratadas.» [Observador]

In "O Jumento"


quarta-feira, 21 de setembro de 2016

CAMIÓN DEL FUTURO

-


CAMIÓN DEL FUTURO

El director de la División de Camiones y Autobuses de Daimler AG, Wolfgang Bernhard, conduce el camión eléctrico Mercedes Urban eTruck durante la 66ª edición de la feria IAA de Vehículos Comerciales en Hannover (Alemania). (Julian Stratenschulte / EFE)-(20minutos.es)

REPONIENDO FUERZAS

-


REPONIENDO FUERZAS

Un miembro del programa de conservación del orangután de Sumatra (SOCP) alimenta a un orangután recién llegado a las instalaciones de cuarentena y reintroducción en Jantho, Aceh Besar (Indonesia). El centro rescata ejemplares que han sido criados por hombres como mascotas y su objetivo es introducirlos en el mundo salvaje. (Hotli Simanjuntak / EFE)-(20minutos.es)


Nos outros blogs

-
      
 Há uma voz no PSD contra Passos
   
«Ao fim de 25 anos de militância, o antigo conselheiro nacional do PSD Paulo Vieira da Silva bate com a porta, arrasando a liderança de Pedro Passos Coelho, a quem acusa de ter “passado de primeiro-ministro a profeta da desgraça” e de “estar desfasado da actual realidade política e social”.

O antigo conselheiro nacional comunicou esta segunda-feira ao partido a sua saída numa carta na qual dá conta das razões que o levaram a romper com a militância, aproveitando para denunciar a “deriva neoliberal” que PSD conheceu com a liderança de Passos Coelho, uma estratégia que - segundo afirma - afastou o partido dos “princípios ideológicos que estiveram na génese da sua fundação”. “No consulado de Passos Coelho assistimos a uma deriva neoliberal. Passámos a assistir à defesa de um regime assistencialista em que o Estado apenas pagaria aos ‘coitadinhos dos pobrezinhos’. Esta é para mim uma visão inabalável e redutora do papel do Estado”, escreve o antigo dirigente da distrital do PSD-Porto.

Paulo Vieira da Silva, que ganhou notoriedade por ter feito, em Abril de 2015, uma denúncia à Procuradoria-Geral da República (PRG), acusando Marco António Costa de montar uma “rede de interesses” e de ter cometido uma série de irregularidades, ainda nos tempos em que o actual vice-presidente do partido estava na Câmara de Valongo, escreve na carta que “em 2010, com a ascensão de Passos Coelho à liderança do PSD, ascenderam também a lugares cimeiros do partido dirigentes políticos do tipo ‘trepa-trepa’, em que o mérito foi medido em função do número de votos dos ‘exércitos’ que comandavam e que valiam exclusivamente para a eleição do presidente do partido. A mediocridade passou a ser premiada. Quanto pior melhor que assim não incomodavam”.» [Público]
   
Parecer:

Os outros, uma boa parte dos militantes do PSD diz o mesmo, mas não tem coragem para o fazer em público
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pobre Passos.»

In "O Jumento"

terça-feira, 20 de setembro de 2016

ATAQUE CONTRA UN CONVOY HUMANITARIO EN SIRIA

-


ATAQUE CONTRA UN CONVOY HUMANITARIO EN SIRIA

Fotografía cedida por la Media Luna Roja Siria que muestra un convoy de camiones antes de partir para entregar ayuda humanitaria, en área rural de Alepo (Siria). Al menos doce personas murieron este lunes por un bombardeo a este columna de camiones. (SYRIAN RED CRESENT / EFE)-(20minutos.es)


AMENAZA TERRORISTA EN UN AVIÓN EN MANILA

-


AMENAZA TERRORISTA EN UN AVIÓN EN MANILA

Varios pasajeros son evacuados de un avión de la aerolínea Saudia Airlines, situado al final de una pista de aterrizaje en el aeropuerto internacional de Manila. El aparato ha sido aislado tras recibir la torre de control información de que el vuelo se encontraba "bajo amenaza", informaron fuentes oficiales. (Francis R. Malasig / EFE)-(20minutos.es)

14EN LA BÁSCULA

-


EN LA BÁSCULA 

Una tortuga gigante de Galápagos, de nombre Isabela, es pesada en el zoo de Rostock (Alemania). El ejemplar ha dado un peso de 242,6 kilogramos, cifra superior a los 221,6 kilogramos de hace dos años. (Bernd Wuestneck / EFE)-(20minutos.es)


domingo, 18 de setembro de 2016

"Temos orgulho no que fizemos mas não estamos conformados"

-

Orgulho, 'inconformismo' e promessas. Assim fechou António Costa a rentrée socialista.

António Costa encerrou ontem, em Coimbra, a rentrée política dos socialistas com um discurso onde destacou o Serviço Nacional de Saúde, defendeu o acesso do Fisco a contas bancárias e prometeu aumentos das pensões mais baixas e dos apoios sociais.


O secretário-geral do PS fechou uma noite de debates sobre desigualdades nos quais também participaram a dirigente bloquista Mariana Mortágua e o ministro das Finanças, Mário Centeno.
Apenas sob o mote do combate às desigualdades “faz sentido governar”, defendeu António Costa.
Aumentar o Salário Mínimo Nacional e eliminar a sobretaxa do IRS para “dar mais dignidade às famílias”, universalizar o acesso de todas as crianças ao pré-escolar, investir nos serviços públicos, são alguns passos a dar nesse sentido.
“Poupar não é encerrar ou cortar. Poupar é fazer bem. Ter melhores cuidados com maior eficiência e menores custos. Temos de continuar a desenvolver o Estado Social”, disse o secretário-geral socialista.
Sobre o trabalho já desenvolvido pelo atual Governo, Costa destacou o “normal” arranque do ano letivo, o trabalho desenvolvido na área da inclusão e apoio às pessoas com deficiência.
Destacou ainda o aumento do número de portugueses com médicos de família, prometendo que, dentro de um ano, o objetivo é assegurar que toda a população tem acesso a médico de família.
“Temos orgulho no que fizemos mas não estamos conformados”, assegurou.(Notícias ao Minuto)




sábado, 17 de setembro de 2016

Nos outros blogs

-
 Jumento do dia
    
Pedro Passos Coelho

Quando soube que Passos Coelho ia apresentar um livro de José António Saraiva disse cá para os meus botões que "estão bem um para o outro". Quando li que o livro do pequeno arquitecto tinha como aperitivo segredos sexuais de político achei que estavam ainda melhor um para o outro. Sempre é melhor que Passos se dedique aos segredos de alcofa do que vê-lo armado em Nostrapassus e a fazer profecias para o mês de Setembro.

Quanto a questões de ética já todos conhecemos os valores de Passos Coelho, foi ele que reuniu com Sócrates para discutir um programa de austeridade e depois disse que tinha sido apanhado de surpresa. É a mesma surpresa com que ficamos quando o vemos baixar de nível.

«Pedro Passos Coelho mantém-se firme na intenção de apresentar o próximo livro do jornalista José António Saraiva - ex-diretor dos semanários Expresso e Sol - apesar de entretanto já ter percebido que contém revelações sobre a vida íntima de políticos, muitas das quais atribuídas a personalidades que já morreram, e baseadas em conversas privadas.

Eu e os Políticos - assim se intitula o livro, editado pela Gradiva, e que o líder do PSD apresentará no próximo dia 26, no centro comercial El Corte Inglés, em Lisboa. "O Dr. Pedro Passos Coelho aceitou o convite mesmo antes de ler o livro. Este convite foi aceite tendo em conta a admiração que o Dr. Pedro Passos Coelho tem pela carreira e pelo papel que o arquiteto José António Saraiva desempenhou e desempenha no jornalismo português." É este o conteúdo da nota enviada ao DN por um assessor de imprensa de Pedro Passos Coelho depois de o DN o ter questionado sobre se não se sentia "desconfortável" com o teor da obra e o facto de José António Saraiva contar várias histórias que lhe foram contadas em privado, muitas delas de conteúdo sexual.» [DN]

In "O Jumento"


sexta-feira, 16 de setembro de 2016

PROTECCIÓN CONTRA LA TORMENTA

-


PROTECCIÓN CONTRA LA TORMENTA

Niño sudafricano camina protegido con una bolsa de plástico durante una tormenta en Ciudad del Cabo. (Nic Bothma / EFE)-(20minutos.es)